[Crítica] Killing Eve: 3×02 – Management Sucks

O segundo episódio da terceira temporada de Killing Eve, “Management Sucks”, começa com Eve (Sandra Oh) em luto pela morte de Kenny (Sean Delaney) e Carolyn (Fiona Shaw) aparentemente inabalada, provavelmente em negação da morte do filho.

Eve e Carolyn tentam digerir o que aconteceu, cada uma de sua forma. Enquanto Eve tem bebe muito, joga a lata de Coca-Cola na parede e briga com Carolyn, Carolyn simplesmente quer voltar ao trabalho. Mas as duas têm algo em comum: ambas não acreditam que Kenny se suicidou.

Já Villanelle (Jodie Comer) continua sua vida tranquila em Barcelona, se muda para um novo e grande apartamento, aprova a sua nova vizinhança ao ver uma mulher passeando por ali enquanto conversa com Dasha (Harriet Walter) e, claro, nos brinda com vários ótimos figurinos.

A cena em que Villanelle recruta Félix (Stefan Iancu) é ótima. Ela tira sarro dos assassinatos dele e os dois conversam sobre amor. Félix fala sobre seu amor e, enquanto ouve, Villanelle – e a gente – faz paralelos de sua história com Eve. Os dois vão em uma missão, com Villanelle como guardiã, mas ela acaba tendo que “improvisar” e mata Félix. Em toda essa sequência, Killing Eve faz uma das coisas que melhor nos entrega: cenas visualmente marcantes, com Villanelle vestida de palhaça. O figurino contrasta tanto com sua falta de paciência com crianças quanto com a cena dela matando Félix.

Outro ponto alto do episódio acontece quando Eve vai à casa de Carolyn. Durante a conversa, Carolyn revela que Villanelle voltou à ativa. Eve fica em choque, a ponto de vomitar. Todas as expressões de Sandra Oh, como sempre, perfeitas.

Com o celular de Kenny em mãos, Eve tenta descobrir o que aconteceu em sua morte. Ela tenta trocar informações e só descobre sobre Audrey, namorada dele. Carolyn, por sua vez, tenta tirar de Audrey se o seu filho era feliz e se ela acredita que há a possibilidade dele ter se suicidado. E, como previsto, também vemos um momento de Carolyn sentindo a morte do filho. Mas, claro, escondida de todos.

O episódio termina com Konstantin (Kim Bodnia) visitando Villanelle de surpresa, e ela não gosta nada dessa surpresa. Ele revela que ainda está trabalhando para Os Doze e que colocou uma escuta na casa de Carolyn. Por causa da escuta, ele descobre que Eve está viva e conta para Villanelle.

A reação de Villanelle sobre a notícia sobre Eve também é expressiva. Enquanto Eve demonstrou tensão ao saber sobre Villanelle, a ponto de vomitar, Villanelle demonstra surpresa, pois não imaginava que isso seria possível, e alegria ao saber de Eve. E aqui, mais uma vez, atuação ótima de Jodie Comer.

O episódio avançou um pouco na história, mas de forma lenta. O fim, com Villanelle descobrindo sobre Eve, deixa o gostinho para o que vem por aí, para o que Villanelle fará agora com essa informação em mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *