Game of Thrones: ator que interpretava Tommen fala sobre seu personagem




O episódio final da sexta temporada nos mostrou o fim da história de Tommen Baratheon. Ele resolveu se suicidar após ver a explosão de fogovivo que matou, entre dezenas de outras pessoas, sua esposa Margaery (Natalie Dormer), seu cunhado Loras (Finn Jones) e o Alto Pardal (Jonathan Pryce).

O jovem rei se mostrou ser uma das pessoas mais facilmente manipuláveis de Game of Thrones. Então, de uma maneira bem trágica, ele acabou decidindo o seu próprio destino e escolhendo a morte após ver o que sua mãe Cersei fez.

Dean-Charles Chapman, ator que interpreta Tommen, deu entrevista para a Vulture e falou sobre o que levou seu personagem a pular da janela, explicando que foi, em última análise, as ações de sua mãe. “Eu gosto de pensar que antes do dia do julgamento ele começou a pensar sobre o que sua mãe estava tramando”, contou. “Essa é uma das razões para ele se atrasar para o julgamento. Ele estava apenas temendo. Então, quando Montanha chega, ele sabe que sua mãe está tramando algo. Montanha está com Cersei 24 horas por dia e Montanha apareceu em seu caminho. E quando ele vê o Septo explodindo, ele sabe“.

Sobre aquela ingenuidade de Tommen, que várias vezes nos chateou, é verdade, é em grande parte devido à forma como ele foi criado, de acordo com o ator. “De certa forma, ele também era impotente porque Cersei, Margaery, todas elas tinham o seu próprio plano de jogo para usá-lo para absorver tanta energia quanto conseguissem”, falou. “E quando o Alto Pardal entrou no jogo, ele também tinha os seus planos. Todo mundo estava simplesmente usando Tommen. Ele era um pouco ingênuo. E eu culpo Cersei por isso, porque ela sempre o protegeu, mas também o protegeu da política, do mundo e de quão cruel as pessoas são. Ele não teve as lições de vida que ele deveria ter tido. Ele simplesmente pensou, ‘Ok, vou calar a boca e fazer o que eles falam'”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.