Game of Thrones: as batalhas reais que inspiraram a Batalha dos Bastardos

“A coisa mais logisticamente complicada que eu já me envolvi”. Foi assim que Miguel Sapochnik, diretor da “Battle of the Bastards”, a Batalha dos Bastardos, descreveu o episódio. Caso não lembre assim por nome, ele também dirigiu o maravilhoso episódio “Hardhome”, da quinta temporada.



Ele nos mostrou cenas realmente impressionantes no episódio da Batalha dos Bastardos (confira crítica aqui), com uma sequência de batalha grandiosa em tamanho mas ainda assim muito pessoal. Os criadores da série David Benioff e DB Weiss tiveram dificuldade em encontrar exemplos semelhantes para se inspirar em filmes ou séries.

Eles tiveram que pesquisar a história e construir uma batalha medieval crível. No vídeo “Inside de Episode”, os criadores explicam que houve dois momentos-chave na história que eles usaram como inspiração.

A primeira foi a Batalha de Canas, também conhecida como Batalha da Aniquilação, que aconteceu em 216 a.C., com o exército de Cartago derrotando o exército muito maior da República Romana, liderada por Lúcio Emílio Paullus e Caio Terêncio Varrão.

“Nós voltamos para a luta romana contra os cartagineses na Batalha de Canas, onde os romanos foram pegos em um cerco por Hannibal. Nós usamos isso como nosso modelo”, contou Weiss.

O segundo fato histórico que inspirou foi a Guerra Civil Americana – ou melhor, uma de suas consequências não esperadas. “A Batalha dos Bastardos tornou-se incrivelmente compacto. Todos esses homens, todos esses combatentes, lotaram um espaço incrivelmente apertado no campo de batalha. Você lê relatos de batalhas na Guerra Civil, onde batalhas eram tão empilhadas que eram na verdade uma obstrução do campo de batalha”, explicou Benioff.

O objetivo dos dois criadores era deixar os espectados no ‘grosso’ da batalha e também retratar um choque de exércitos de uma maneira que não havia sido feita até agora. “Desde o início sabíamos que uma coisa que nunca fizemos na série foi uma verdadeira batalha medieval, onde os dois lados trazem todas as forças que puderem em um campo de batalha que de alguma forma foi negociada ou acordada e eles vão até o outro até que um deles ganha e o outro perde”, explica Weiss. “Esse é um marco da história humana, e começamos a procurar exemplos de filmes sobre o assunto. E não havia nenhum que fizesse você se sentir lá no chão e também dar um sentido de geografia da batalha”.

E Benioff acrescentou: “Só para sentir o senso de aleatoriedade de que há flechas caindo em todos os lugares, as pessoas estão sendo mortas, as pessoas estão sendo pisoteadas pelos cavalos, e muito daquilo é simplesmente sorte. Jon Snow é um combatente muito habilidoso, mas parte da razão para ele sobreviver a essa batalha é apenas sorte”.

E o diretor do episódio contou sua inspiração para a Batalha dos Bastardos: “Eu também fiz muita pesquisa sobre Alexandre, o Grande, que era lendário em suas proezas de batalha estratégica”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.