George Clooney diz que ‘muitos papéis podem ser reescritos para mulheres’

George Clooney tem uma solução para ajudar a corrigir o desequilíbrio de gênero em Hollywood: reescrever papéis masculinos para as mulheres.


O ator sugeriu isso durante a estreia de seu novo filme Our Brand Is Crisis (ainda sem título em português), que ele ajudou a produzir, durante o Toronto International Film Festival. Se referindo ao papel de protagonista de Sandra Bullock, que originalmente foi escrito para um homem, ele disse: “Há muito mais papéis por aí se as pessoas simplesmente começarem a pensar”.

O filme mostra Sandra Bullock como a estrategista política Jane Bodine, que faz uma campanha estrangeira. Depois de falar com Clooney para expressar seu interesse no projeto, os envolvidos resolveram mudar o gênero da protagonista, que na verdade seria um homem.

“Há uns dois anos atrás eu disse que não andava lendo nenhum roteiro que me animasse,” disse Sandra Bullock. “Há papéis masculinos por aí que os cineastas não se importam se mudar para o sexo feminino?”

Veja abaixo o trailer do novo filme de Sandra Bullock e George Clooney.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.