Radialista de Denver abre processo contra Taylor Swift

Um ex-radialista de Denver, nos Estados Unidos, abriu processo contra Taylor Swift, alegando que foi demitido de seu trabalho após ter sido acusado de tocar inapropriadamente na cantora há dois anos.


O jornal Denver Post disse que o processo foi aberto quinta-feira em Denver por David Mueller, conhecido na rádio como “Jackson”, do programa matinal “Ryno and Jackson” na KYGO. O processo diz que Mueller foi acusado por membro da equipe de segurança de Taylor de tocar em sua bunda durante sessão de fotos nos bastidores da Pepsi Center em 3 de junho de 2013.

O processo também diz que Mueller, que nega que tenha feito isso, foi demitido de seu trabalho dois dias depois.

De acordo com o Associated Press, o agente de Taylor disse em comunicado sábado (12) que o empregador de Mueller recebeu as provas após o incidente e fez sua própria decisão de demiti-lo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.