Taylor Swift fala sobre Apple Music, Spotify, Kanye West e suas amigas em nova entrevista

Taylor Swift é a nova capa da Vanity Fair. Prepare-se para capa e fotos lindíssimas! E ela falou sobre tudo, de Kanye West até a importância de suas amigas.


Sobre Kanye West, ela explicou que seu amigo Jay Z foi peça-chave nisso. “Eu senti que não estava pronta para ser amiga de Kanye West até ter sentido que ele tinha algum tipo de respeito por mim, e ele não estava pronto para ser meu amigo até que ele tivesse algum tipo de respeito por mim – então era o mesmo problema, e nós chegamos ao mesmo local ao mesmo tempo,” disse ela. “Eu me tornei amiga de Jay Z, e acho que era importante para ele, eu e Kanye nos darmos bem… E então Kanye e eu chegamos em um momento em que ele dizia coisas realmente agradáveis sobre minha músicas e sobre o que eu tenho feito, e eu poderia lhe perguntar sobre como está seu filho”.
Sobre uma colaboração entre os dois, nem precisa se animar: “Nós não planejamos nada,” disse Taylor. “Mas, ei, eu gosto dele como pessoa. E isso é muito bom, ótimo primeiro passo, ótimo lugar para nós estarmos”.
Ela também falou sobre sua visão sobre serviços de streaming e como não acreditou na reação que sua carta para a Apple causou. “Meu medo era que eu parecesse alguém que lamenta sobre uma coisa que ninguém está ligando… A Apple me tratou como se eu fosse a voz da comunidade criativa que eles realmente se importam,” explicou. “E eu achei muito irônico que uma empresa milionário reagiu à crítica com humildade, e a start-up sem fluxo de caixa reagiu à crítica como uma máquina corporativa”, se referindo indiretamente ao Spotify.
“Eu escrevi a carta umas 4h da manhã”, disse ela. “Às vezes eu acordo no meio da noite e escrevo uma música e não consigo dormir até terminá-la, e foi assim com a carta.”
Sobre suas amigas que frequentemente aparecem em suas redes sociais (e nos palcos), Taylor explicou, “A gente tem até garotas em nosso grupo que namoraram com as mesmas pessoas. É quase como se a irmandade tivesse num lugar muito alto na nossa lista de prioridades. É muito mais importante do que algum cara que não funcionou para nós.”
“Quando você tem esse grupo de mulheres que precisam uma das outras como nós precisamos umas das outras, nessa atmosfera, quando é tão difícil para mulheres serem compreendidas e serem retratadas da maneira certa na mídia… agora mais do que nunca nós precisamos ser boas e gentis com as outras e não julgar as outras – e simplesmente porque você tem o mesmo gosto em homens, nós não nos colocamos contra as outras,” disse ela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.