Jack Gleeson acha que Game of Thrones é ‘difícil de assistir’

Jack Gleeson, que interpretou o cruel Joffrey Baratheon em Game of Thrones, opinou sobre a questão da misoginia que acompanhou a maioria dos debates sobre a série, principalmente nesta última temporada.

Levando em conta que seu personagem era um dos principais autores de violência e abuso de mulheres na série, Gleeson tem uma perspectiva única sobre como essas ações devem ser mostradas. Em entrevista ao Daily Beast, ele disse que não assistiu a série desde que seu personagem morreu porque ele não pode relevar sua descrença depois de estar no set, então não pode comentar sobre a cena de estupro de Sansa. Mas ele admitiu que as representações anteriores de violência sexual podem ter sido “injustas”.


E por que a descrença? “É uma descrença meio difícil de apagar, porque você sabe que aqueles sets não são de verdade, e você sabe que os atores não são os personagens. Claro que as pessoas também sabem isso, mas você é mais capaz de se convencer mais quando não viu como as coisas são na vida real. Então eu acho difícil de assistir”.

Quando perguntado se achava difícil filmar algumas das cenas em que abusou de mulheres, ele respondeu: “Sim, é claro. É uma coisa complicada quando você está representando a misoginia desta maneira porque eu não diria que a série implicitamente tolera a misoginia ou qualquer tipo de violência contra as mulheres. Mas, talvez, ainda assim é injusto representar isso, mesmo que com o brilho de uma representação que é negativa.”

“Obviamente, como um homem de 23 anos de idade, eu nunca vou poder me colocar na mentalidade de uma mulher que foi agredida sexualmente, mas acho que às vezes você tem que representar coisas horríveis na tela, mesmo se são para entretenimento, porque você tem que expor a brutalidade delas, porque as chances são que você não vai ver sobre isso em qualquer lugar. Então, há uma chance de conseguir algum tipo de empatia, mas é uma área complicada. Pode ser muito traumático e estressante assistir a essas cenas.”

“Eu acho que é sempre como você representa esse tipo de tratamento: você está de alguma forma tornando isso legal ou você está fazendo disso um produto de entretenimento e isso é errado? Ou você está fazendo isso a fim de expor o problema da agressão sexual?”

A série também já recebeu críticas sobre a nudez feminina excessiva. Apesar de não ser um telespectador regular, Gleeson disse que apoia também a nudez masculina. “Como eu disse, eu não assisto, então realmente não posso comentar. Mas eu ouvi que há nudez masculina. Então eu acho que é uma coisa boa não apenas objetificar as mulheres, mas também a beleza da genitália masculina! Nós todos somos objetos.”

Ano passado Jack Gleeson disse que gostaria de parar de atuar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.