Uncategorized

Chris Colfer escreve novo livro e relembra Glee

Chris Colfer lutou para encontrar tempo para escrever seu primeiro livro, ‘The Land of Stories: The Wishing Spell’, já que a maioria de seus dias e noites eram gastos trabalhando em Glee. Agora ele teve bastante tempo para trabalhar em seu mais novo livro, ‘The Land of Stories: Beyond the Kingdoms’, já que Glee terminou em março.


Geralmente os atores que trabalham em grandes projetos têm alguns dias enquanto esperam a produção preparar a próxima cena. Mas Glee era diferente. O ator não apenas tinha que lidar com as demandas comuns de atuar, como também tinha que gravar músicas e aprender coreografias. Ainda havia a constante atenção da mídia e ocasionais turnês, por isso tempo livre era ouro.

“Glee foi uma série difícil de fazer. Vai ser lembrada como o elenco que mais trabalhou na televisão. É um milagre o que a gente alcançou comparando com os padrões da televisão”, disse ele em uma entrevista quatro meses após o último episódio.

Ele já ganhou Globo de Ouro em 2011 pela série e foi indicado duas vezes ao Emmy. Ganhou três  vezes o People’s Choice Awards como Ator Favorito de Comédia. Ele amou a série, e sabe que não estaria dando entrevistas sobre seu novo livro se não fosse por ela. Mas após sete anos, ele estava pronto para a série terminar, já que agora pode se dedicar a outros projetos.

Hoje em dia, com mais tempo livre, Colfer geralmente escreve tarde da noite. E não é incomum trabalhar até o sol nascer. “Eu amo escrever de noite. Sou uma grande coruja da noite e nunca fui uma pessoa da manhã. Eu nunca terminei um livro até que fosse 6h da manhã”, disse. Sua tradição é assistir o sol nascer quando terminar um livro.

E ele não deixa de ficar orgulhoso sobre o que alcançou ao lado do elenco de Glee ao longo dos 122 episódios. “Glee me lançou em diversas direções. Eu sou muito agradecido a isso e tenho consciência sobre o que a série fez para mim. A primeira e segunda temporada pareceram ajudar muitas pessoas que estavam lidando com coisas em suas próprias vidas e pelo que meu personagem também estava passando. Eu acho que essa foi a melhor parte de Glee.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *