Uncategorized

Nove respostas sobre os Caminhantes Brancos de Game of Thrones

O inverno está chegando. Foi isso que nós vimos durante quase cinco temporadas de Game of Thrones. Se você tem boa memória, lembra que a primeira cena da série conta com três membros da Patrulha da Noite encontrando (e sendo mortos por) Caminhantes Brancos (White Walkers – WW). A segunda temporada terminou com o exército de WW marchando em direção à Muralha, e então… nada. Enquanto as pessoas de Westeros fazem a mesquinha ‘guerra dos tronos’, os WW aguardam.




Quer dizer, agora não estão mais esperando, aparentemente. O episódio do último domingo contou com uma das sequências mais intensas da série, com os WW mostrando o seu lado, atacando e liquidando os selvagens de Hardhome. Agora que eles estão fazendo uma boa ameaça de invadir Westeros, é hora de começar a conhecê-los melhor. E aqui estão as principais respostas sobre quem, o que, onde, quando e por que sobre os White Walkers.

Quem são eles?

Os White Walkers são uma espécie diferente dos homens, embora não totalmente. (Mais sobre isso em breve.) Na verdade, eles são bem diferentes nos livros e na série. Nos livros – onde eles nunca são referidos como White Walkers, mas sim “os outros” – eles são descritos como mortais, mas bonitos, se movem com elegância e graça ao ostentar reluzentes espadas e cristal e armadura camuflada. Em GoT, eles são terríveis, criaturas de aparência esquelética que usam uma armadura preta ou armadura nenhuma.

De onde eles vêm?

Ninguém sabe ao certo. Diz a lenda que eles apareceram pela primeira vez em Westeros há mais de 8 mil anos, durante o inverno mais longo da história. Embora eles tenham sido conduzidos muito para o norte e a Muralha tenha sido levantada para deixá-los de fora dos Sete Reinos. Mas, ao longo dos milênios, eles passaram a ser vistos como um tipo de conto de fadas, até que ninguém acreditasse em sua existência. Claro é possível dizer como eles nascem, já que ninguém conhece seus hábitos de acasalamento – mas graças a uma cena reveladora da quarta temporada, sabemos que pelo menos alguns dos seus métodos de reprodução decorre de transformar bebês humanos em Caminhantes Brancos com o toque gelado de um dedo.

Qual idioma eles falam?

Bom, provavelmente você não poderia passar por um WW e ter uma conversa com ele. (Por que você iria querer, afinal?) Eles falam uma língua chamada Skroth, que soa como pedaços de gelo quebrando.

O que eles querem?

Já que ninguém fala Skroth, ninguém sabe – mas parece claro que seu objetivo é algo como a dominação mundial. Westeros está saindo de um dos verões mais longos registrados na história, e um longo verão é sempre seguido de um longo inverno. Então os WW esperaram até o inverno provavelmente mais longo desde sua primeira incursão em Westeros para começar sua segunda invasão. A julgar pela forma como eles impiedosamente abateram todos os seres humanos que viram pela frente, é seguro dizer que seus motivos não são tão… puros.

Quem é o líder deles?

Rei da Noite (Night’s King). Nos livros, ele é apenas uma figura de lenda, um ex-Senhor Comandante da Patrulha da Noite, que se apaixonou por (e entregou sua alma a) uma bela mulher dos WW. Ele acabou sendo derrotado pelo poder combinado dos Starks, Patrulha da Noite e selvagens. Mas THrones mudou a figura do mito ao personagem real, chamando-o de líder dos Caminhantes Brancos. Se ele compartilha sua origem com o seu homólogo dos livros, então ele é realmente antepassado distante de Jon Snow.

Eles adoram algum deus?

Religião tem sido um tema consistente em GoT, mas veio à tona mais do que o habitual nesta temporada graças à história de Arya na Casa do Preto e Branco e à história de Cersei e a Fé Militante. Melisandre por muito tempo alegou que os WW são servos de um deus chamado Grande Outro, que existe em oposição direta ao Senhor da Luz, R’hllor. Vai ser interessante saber se o Grande Outro, como representante da morte, é de alguma forma relacionado com qualquer uma das outras divindades obcecadas pela morte da série, como o Deus de Muitas Faces.

Como matá-los?

Os Caminhantes Brancos são impermeáveis à maioria das armas de origem humana; suas lâminas geladas quebram aço normal. Há apenas duas coisas que podem matá-los: vidro de dragão (também conhecido como obsidiana, vidro vulcânico e fogo sólido) e aço valiriano. Esse último nós descobrimos durante o último episódio, durante a batalha de Hardhome, quando Jon usou sua espada de aço valiriano, Longclaw, para matar um dos WW. Pena que a arte de fazer aço valiriano foi perdida; existem apenas cerca de uma dúzia desse tipo de espada pelo mundo.

Como eles são diferentes dos Wights?

Bom, essa questão pode ficar confusa para quem não leu os livros. Os Wights são meramente cadáveres que foram reanimados por Caminhantes Brancos para uso como soldados em sua guerra. Então, como você pode distingui-los? Caminhantes Brancos são seres sencientes que todos parecem semelhantes. Eles são criados através da conversão de seres humanos vivos, e podem ser mortos com vidro de dragão. Wights são seres irracionais, todos parecem diferentes (alguns são até mesmo esqueletos cariados), são criados após ressuscitar mortos, e só podem ser mortos com fogo.

Eles são 100% malvados?

Essa é uma ótima questão. George RR Martin criou um mundo muito complexo, preenchido com ~diversos tons de cinza~. Muitos poucos de seus “vilões” são pessoas totalmente ruins e muito poucos de seus “heróis” são totalmente bons. Parece estranho que a história acabasse por ser um conflito tão preto-e-branco entre bem e mal. E vida versus morte é tão preto-e-branco quanto. Isso leva muitos leitores dos livros a acreditar que há mais acontecendo com os WW do que nós vemos… embora a forma mais cruel com que eles estão sendo retratados talvez desminta essa teoria.

Ao mesmo tempo, nós vimos os WW apenas através dos olhos de personagens humanos – assim como nós vimos Rhaegar Targaryen através da lente de ódio de Robert Baratheon. Nós vimos que Rhaegar era um homem gentil, que amou verdadeiramente Lyanna Stark; então nós poderíamos, eventualmente, ficar sabendo de algo que nos fizesse simpatizar com a situação desses zumbis de gelo?

Bom, se George RR Martin conseguiu transformar Jaime Lannister de canalha-assassino-de-criança-e-incestuoso em um dos personagens mais queridos de sua história, tudo é possível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *