Fã faz análise estatística sobre estupro em Game of Thrones

O mundo tem debatido a violência sexual em Game of Thrones desde o seu início, mas a discussão ficou ainda mais intensa após o sexto episódio da quinta temporada, após Sansa ter sido estuprada por Ramsay e o site The Mary Sue finalizar sua cobertura da série. Mas a pergunta que não quer calar é: A série está sendo fiel aos livros de George RR Martin ou está mesmo adicionando mais violação? Uma fã resolveu descobrir essa resposta.

No Tumblr, Tafkar respondeu a um fã que afirmou que a série Game of Thrones tem mostrado mais estupros do que realmente há nos livros de Martin. Para avaliar a alegação, ela voltou ao início de tudo e criou uma estatística comparando os livros em relação ao programa de televisão, e o que ela descobriu foi:

Atos de estupro da série de TV (até o dia de hoje): 50
Vítimas de estupro em Game of Thrones (até o dia de hoje): 29
Atos de estupro na série de livros (até o dia de hoje): 214
Vítimas de estupro na série de livros (até o dia de hoje): 117

Conclusão: Os livros contêm 4 vezes mais estupro do que a série (e, provavelmente, ainda mais, já que o método de análise provavelmente subestima o estupro nos livros – veja abaixo).

Claro, há muito mais de tudo nos livros de George RR Martin, porque ele conta com uma tonelada de mais incidentes em geral, e o programa de TV nunca poderia mostrar tudo em seus 40 e poucos episódios até agora. Dito isso, será que as estatísticas podem servir como resposta a quem diz que a série ‘está exagerando na quantidade de estupros’?

A usuária Tafkar explicou em e-mail:

Eu tenho lido os livros há um longo tempo, mas consegui empurrar muitos dos estupros para fora do meu cérebro. A coisa que mais me chocou foi a constatação de que apenas duas vítimas de estupro dos livros contam a sua própria história em vez de ter um homem contando isso através de sua visão – e as duas são vilãs. Uma delas é Mirri Maz Duur e a outra é Cersei Lannister.

Ela também falou:

George RR Martin usa o corpo das mulheres sem nome como parte do desenvolvimento de personagens antagonistas do sexo masculino em As Crônicas de Gelo e Fogo. As vítimas de estupro servem como adereços e decoração para ilustrar a depravação do homem. A classe social não os protegem. As únicas mulheres estupradas que contam as suas histórias, seja por monólogo interior ou contando sua história para outro personagem, são vilãs. Apesar das inúmeras reclamações, o retrato do estupro feito por Martin não é apoiado pela história… 

Há também muitas pessoas que argumentam que George RR Martin está apenas nos mostrando o que a nossa história realmente foi. No entanto, a história dele não é diretamente um reflexo da nossa história. Embora seja verdade que a maioria dos terríveis acontecimentos tiveram lugar em nossa história em um momento ou outro, Martin está usando terríveis acontecimentos de ao longo de mil anos – mas os espremendo em uma história de cerca de 2 anos (até agora). Além de escolher os seus horrores, ele também escolhe elementos sociais da sociedade de uma forma que não resiste a uma análise histórica. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.